Avaliação de Desempenho Com Comitê

Comitê ou grupo de coordenação da avaliação de desempenho é o responsável por gerenciar todo o processo, desde a definição das datas, treinamentos sobre os processos, proposição de novos modelos, sugestão de treinamentos, desligamentos, redirecionamento de cargos, pré-definição de ações para o PDI, revisões de cargos, ajustes de incoerências, homologação do processo e dos recursos, até a coleta/tabulação dos resultados e o treinamento sobre como fornecer feedback aos participantes, tudo baseado na visão estratégica da empresa e sendo definido juntamente com os gestores das demais áreas. Como dito anteriormente, é preciso que toda essa engrenagem funcione muito bem!

É preciso ter em mente que o Comitê ou Comissão não é um órgão julgador, a não ser por incoerências não ajustadas e julgamento dos recursos, fora isso, não pode interferir nos julgamentos da avaliação dos gestores e autoavaliação, servindo, nestes casos, como um órgão consultivo, respeitando a visão dos avaliadores e confiando que os subjetivismos de relacionamentos e sociais já foram trabalhados com os gestores antes do início do processo.

Um dos pontos fortes é que qualquer subjetividade negativa ou superestimada por parte do avaliador é anulada, e geralmente se tem um padrão mais neutro dentro do processo.

Outro ponto forte é que a carga de responsabilidades do processo é compartilhada por todos, e o sucesso do processo também é festejado por todos, igualmente.

Mas quem forma esse Comitê?



A Comissão geralmente é formada por:

1. Presidente – que dá as direções para todo o grupo e o representa diante da própria instituição, reportando diretamente ao presidente da mesma, além de passar por ele todas as validações realizadas para sua aprovação final, assim como os direcionamentos e a agenda do processo. É geralmente indicado pelo presidente da empresa e, na maioria das vezes, é ligado ao RH.

2. Secretário - é o responsável por todas as atas da comissão de avaliação de desempenho, as documentações necessárias. É quem cuidam e mantém toda a parte burocrática para consultas durante e posteriormente ao processo, sendo geralmente indicado pelo presidente em órgãos públicos, mas recomendo uma breve eleição dentre todos os membros.
Também é o secretário que encaminha os formulários, senhas (se houver) e toda a documentação necessária aos departamentos corretos.

3. Membros formadores/auxiliares – os membros formadores/auxiliares na avaliação são os responsáveis para definirem quais serão os regulamentos da própria comissão e da avaliação de desempenho, como tomarem decisão somente com a maioria absoluta dos membros, com presença do presidente e outros regulamentos da mesma que sirvam para transparência do processo.

A Comissão é responsável pelo acompanhamento e toda direção da avaliação de desempenho, atuando ainda como um órgão que homologa o processo e gerencia os recursos dos colaboradores, geralmente, neste caso, de servidores públicos.

Os membros da Comissão devem ter total autoridade, autonomia e acesso aos gestores. Devem poder fazer entrevistas e questionamentos durante o processo como forma de auditoria da legitimidade, imparcialidade e isonomia, pois estas características é que devem pautar um processo sério de uma empresa que respeita a si mesma e os seus colaboradores.
Teremos um capítulo sobre confidencialidade , mas é importante que nada seja vazado formal ou informalmente, e isso se inclui a famosa área do cafezinho.

As questões, competências, os PDI e as orientações sobre feedback, também devem ser validados e homologados pela comissão, e o RH deverá entender que não é ingerência em seu trabalho, mas apenas uma forma de dar transparência ao processo com representantes dos colaboradores também.

Lembro que ter o comitê não é obrigatório, de forma alguma, e caso seja a primeira avaliação de desempenho, recomendo que não o crie, e se criar, que seja com muito tempo de antecedência ao processo. Também recomendo que sejam muito bem treinados e amadurecidos no processo pelo RH, pois pode correr o risco do mesmo não ocorrer pela quantidade de controvérsias e discussões sem fim de grupos mal direcionados, por isso, cuide bem neste momento, após isso, o comitê será um grande e fantástico auxiliador, validador e juiz do processo.

Fale Conosco

  • SP: (11) 3136-0173
  • RJ: (21) 3005-4074
  • DF: (61) 2626-2705
  • Skype: menviesoftware
  • contato@menvie.com.br
  • BA: (71) 2626-1205
  • MG: (31) 2626-9127
  • PR: (41) 2626-1267
  • RS: (51) 2626-3109
© 2010 - 2015 desenvolvido e mantido por Menvie Software. Todos os direitos reservados.
Ebook Grátis Sobre Engajamento